Você está aqui: Página Inicial / eleicoes 2014 / Eleições 2014: votação e apuração no segundo turno
Eleições 2014: votação e apuração no segundo turno

Eleições 2014: votação e apuração no segundo turno

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) disputam a Presidência da República. Treze estados e o DF escolhem seus governadores no domingo, 26
Atual governador teve 52,68% dos votos contra 47,32% obtidos pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB)
por Redação — publicado 26/10/2014 16h03, última modificação 26/10/2014 23h17

Dilma é reeleita com 51,64%

O domingo de votação termina com 99,99% das urnas apuradas e Dilma reeleita com 51,64%. Aécio Neves recebeu 48,36% dos votos. Nossa cobertura continua em www.cartacapital.com.br .

Confúcio Moura (PMDB) é eleito governador em Rondônia

Candidato superou Expedito Júnior, do PSDB, neste segundo turno.

Dilma é reeleita Presidenta do Brasil com 51,45% dos votos

Dilma tem 51,32%; Aécio, 48,68%

Foram apuradas 97,15% das urnas

Dilma tem 51,26% contra 48,74% de Aécio Neves

Com 96,73% dos votos apurados, a petista se mantém na frente e deve ser reeleita.

Dilma tem 51,18% contra 48,82% de Aécio

A petista aumentou a vantagem com 96,24% das urnas apuradas

Dilma tem 51,09% contra 48,91% de Aécio

Com 95,66% das urnas apuradas, Dilma aumentou a vantagem

Dilma tem 50,99% dos votos; Aécio, 49,01%

Com 95,03% dos votos, primeira parcial dá liderança à petista. Restam cerca de seis milhões de votos para serem apurados.

Eleitores compartilham fotos com os resultados de diversas urnas

Nas redes sociais Instagram e Twitter, usuários estão compartilhando os boletins de urnas de diversas zonas eleitorais espalhadas pelo Brasil. As fotos são compartilhadas com a hashtag #vocêfiscal.

Robinson Faria é eleito no Rio Grande do Norte


Robinson Faria é o novo governador do Rio Grande do Norte. Com 94,34% das urnas apuradas, o candidato do PSD tem 54,38% dos votos e não pode ser alcançado por Henrique Eduardo Alves (PMDB). Leia mais: Robinson Faria é o novo governador do RN

Paraíba: Ricardo Coutinho (PSB) é reeleito

 

 

No Ceará, Camilo lidera disputa


Com mais da metade das urnas apuradas no Estado, o candidato do PT ao governo do Ceará, Camilo Santana, lidera a disputa. O petista tem 52,25% dos votos contra 47,76% de Eunício Oliveira (PMDB)

Waldez é eleito governador do Amapá

O candidato do PDT ao governo do Amapá, Waldez Góes, foi eleito neste domingo 26 ao vencer a disputa contra o atual governador Camilo Capiberibe (PSB), que tentava a reeleição. Leia mais: Waldez é eleito governador do Amapá

Reinaldo Azambuja vence disputa em Mato Grosso do Sul

Tucano obteve 55,6%% dos votos, derrotando o petista Delcídio do Amaral, que tinha 44,4% dos votos com 96,66% das urnas apuradas

Ricardo Coutinho lidera na Paraíba

Com 65,62% das urnas apuradas na Paraíba, o governador Ricardo Coutinho (PSB) lidera com 52,45% dos votos, contra 47,55% do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Robinson Faria, do PSD, lidera disputa no Rio Grande do Norte

No Rio Grande do Norte, o candidato do PSD ao governo do Estado, Robinson Faria, começa a briga pelo cargo na liderança. Com quase 50% das urnas apuradas, ele tem 53,18% dos votos contra 46,82% do candidato do PMDB, Henrique Eduardo Alves.

Marconi Perillo é reeleito em Goiás

Com mais de 96% das urnas apuradas, o governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) tem 57,44% dos votos e já pode ser considerado reeleito. Seu adversário, Iris Rezende, está com 42,56%. Leia: Governador Marconi Perillo é reeleito em Goiás

José Ivo Sartori é eleito no RS

Com 86,79% das urnas apuradas, o peemedebista José Ivo Sartori conquistou 61,23% dos votos válidos e não pode mais ser alcançado pelo petista Tarso Genro, atual governador, que teve 38,77% dos votos.

Leia mais: José Ivo Sartori derrota Tarso Genro no RS

Mais da metade dos votos já foram apurados

Após uma hora e meia do fechamento das urnas no horário de Brasília, 51,61% delas já foram apuradas no país. A primeira parcial da eleição presidencial será divulgada às 20 horas.

Boca de urna no Ceará: Camilo teve 52%

Segundo a pesquisa boca de urna do Ibope para as eleições no Ceará, Camilo (PT) teve 52% dos votos contra 48% de Eunício Oliveira (PMDB).

Marconi Perillo lidera apuração em Goiás


O governador de Goiás e candidato à reeleição pelo PSDB, Marcone Perillo, lidera a disputa pelo segundo turno no Estado. Após mais de 45% das urnas apuradas, o tucano tem 59,22% dos votos. Já o adversário Iris Rezende (PMDB) alcança 40,78% da preferência do eleitorado.

Leia mais: De Marconi Perillo a Mister Magoo

Foto: PSDB- Goiás

Rollemberg é eleito governador do DF

Com 95,51% das urnas apuradas, Rodrigo Rollemberg (PSB)  está eleito governador do Distrito Federal com 55,6% dos votos. Em segundo lugar, está Jofran Frejat (PR), com 44,4%. Leia mais: Rollemberg vence disputa no Distrito Federal

Com mais de 30% das urnas apuradas, Sartori lidera no RS


O candidato do PMDB ao governo do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, lidera a disputa do segundo turno contra o atual governador e candidato à reeleição pelo PT, Tarso Genro. Com 30,22% das urnas apuradas, o peemedebista tem 63,21% dos votos enquanto o petista alcança 36,79%.

Foto: Luiz Chaves/ Sartori 15

Procurador-geral pede multa para "Veja" por não cumprir direito de resposta

A revista Veja publicou na página inicial de seu site o direito de resposta concedido à campanha da candidata Dilma Rousseff pelo ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O direito foi concedido depois de reportagem da revista afirmar que o doleiro Alberto Youssef afirmou em depoimento que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff teriam conhecimento do esquema de pagamento de propina pela Petrobrás.

Neste domingo 26, o procurador-geral eleitoral, Eugênio Aragão, entrou com pedido junto ao TSE para multar a revista em R$ 500 mil por hora enquanto não fosse cumprida de maneira adequada o direito de resposta concedido à campanha de Dilma Rousseff (PT). A acusação era de que a revista não tinha dado destaque devido à questão (confira abaixo).

IBOPE RS: Ivo Sartori deve vencer com 58% dos votos

Segundo pesquisa de boca de urna do Ibope, o estado do Rio Grande do Sul terá como governador Ivo Sartori (PMDB), que deve vencer com 58%. O atual governador, Tarso Genro (PT), teria 42% dos votos. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. O nível de confiança é de 99%.

IBOPE DF: Rollemberg seria eleito com 54%

Pesquisa boca de urna do instituto Ibope mostra o senador Rodrigo Rollemberg (PSB) virtualmente eleito com 54% dos votos válidos. Ele venceria Jofran Frejat (PR), que tem 46%.

Frejat substituiu o ex-governador José Roberto Arruda na disputa, devido a impossibilidade de Arruda disputar por causa da lei ficha limpa. A margem de erro do instituto é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

Com 12,66% das urnas apuradas, Rollemberg desponta com 53% dos votos.

Leia mais: “Governo Agnelo é muito parecido com Arruda”, afirma Rodrigo Rollemberg

No Rio Grande do Sul, cinco pessoas foram presas por boca de urna

O diretor do Departamento de Comando e Controle Integrado, da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, coronel Antônio Scussel, informou que foram contabilizadas até o momento 40 ocorrências de crime eleitoral, a maioria no interior do estado. Cinco pessoas foram presas em flagrante por boca de urna em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre. Também foram registrados casos de distribuição de santinhos e material de propaganda, além de transporte irregular de eleitores.

Em Erechim, no norte do estado, um eleitor foi flagrado tirando foto do voto para presidente dentro da cabine de votação. A irregularidade foi percebida pelo presidente da mesa. O eleitor teve de assinar um termo circunstanciado e foi liberado pela polícia.

Foram substituídas até agora 242 urnas eletrônicas, o que corresponde a menos de 1% do total.

Eleitores devem conhecer 1º resultado às 20 horas

A primeira parcial da eleição presidencial será divulgada às 20 horas, horário de Brasília. Isso acontece devido à diferença de fuso horário do estado do Acre, acentuada com o horário de verão. Antes disso, já devem ser divulgadas as parciais das eleições nas Unidades da Federação com eleição de segundo turno para o governo.

Boatos no dia da eleição

O domingo de eleição amanheceu com uma impressionante onda de boatos espalhada pelas redes sociais a respeito da suposta morte do doleiro Alberto Youssef, uma das testemunhas que fez acordo de delação premiada com a Justiça e está revelando informações sobre o escândalo de corrupção da Petrobras. A Polícia Federal e o hospital Santa Cruz, em Curitiba, onde o doleiro foi internado, divulgaram uma nota negando que Youssef tivesse sido envenenado. O doleiro passa bem, segundo a PF e o hospital, apesar de um quadro de angina instável, e deverá ter alta em até 48 horas.

A internação ocorreu após a revista Veja noticiar que o doleiro acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff de saberem do esquema de corrupção na estatal. Dilma negou a acusação de forma veemente e prometeu processar a publicação. O Tribunal Superior Eleitoral concedeu direito de resposta a Dilma, e o texto foi publicado no site da revista na madrugada deste domingo 26.

Acre registra seis ocorrências policiais; quatro urnas foram trocadas

Até agora foram registradas seis ocorrências durante as eleições no Acre, quatro delas com prisão. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), a votação segue tranquila no estado. Devido à diferença de fuso horário e ao horário de verão, a votação para os acrianos será encerrada às 20h de Brasília.

Apenas quatro urnas precisaram ser substituídas no estado até agora por problemas técnicos. Não houve registro de problemas com a captação das digitais nos três municípios que estão usando a biometria como forma de identificação do eleitor.

No Acre, 506.724 eleitores estão aptos a votar hoje para a escolha de governador e do presidente da República. Tião Viana (PT), atual governador, enfrenta nas urnas Márcio Bittar (PSDB). No primeiro turno, o petista obteve 49,7% e o tucano, 30,1% dos votos válidos.

*Com informações da Agência Brasil

"Urnas são desejo da população", diz Lula

Em conversa com jornalistas após votar na manhã deste domingo, em São Bernardo, o ex-presidente Lula defendeu que a democracia brasileira é a principal vitoriosa nas eleições. "Acho que a eleição é a consagração de mais um dia de convivência e consolidação da democracia. O resultado das urnas é o desejo da população. Quem ganha, leva. Nosso País, aprendeu a respeitar a democracia. E Dilma tem ao lado dela uma grande parte da sociedade.”

Eleitor põe fogo em urna no interior de Minas Gerais

A urna eletrônica foi incinerada na cidade de Porteirinha, interior de Minas Gerais. O eleitor foi preso em flagrante e deve responder por "crime de desordem", segundo o Tribunal Regional Eleitoral. Segundo a Justiça Eleitoral, os votos da urna ainda poderão ser contabilizados.

Pezão e Crivella já votaram no Rio de Janeiro


Candidato ao governo do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) votou, neste domingo 26, no bairro de Ribeirão das Lajes, em Piraí. Já Marcelo Crivella (PRB) votou pela manhã no Clube Marimbás, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Acompanhado da mulher e dos filhos, o senador mostrou-se confiante e disse acreditar que as pesquisas de intenção de voto que mostram seu adversário à frente na disputa estão equivocadas.

Foto: Lucas Figueiredo/ Pezão 15

Haddad ouviu protesto durante a votação

Acompanhado da família, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), votou por volta das 10h30 em uma escola no bairro de Moema, zona sul da cidade. Ele disse estar animado com a eleição. "É um domingo de reflexão, as pessoas não estão tão exaltadas na rua". Enquanto falava com os jornalistas, o prefeito foi alvo dos gritos "Fora PT" e "Fora Haddad".

FHC votou pela manhã em São Paulo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou no Colégio Sion, em Higienópolis, região central de São Paulo. FHC declarou estar otimista com a vitória do candidato Aécio Neves (PSDB) e comparou a mobilização dos apoiadores do partido tucano ao movimento Diretas Já, rebatendo as críticas de que a manifestação teria sido elitizada. "Na Diretas Já também era classe média. Classe média é povo também", disse.

Michel Temer votou em São Paulo

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) votou por volta das 8h da manhã na Pontifícia Universidade Católica (PUC), em Perdizes, zona oeste de São Paulo. Em conversa com jornalistas, ele disse que a expectativa é positiva e que, no momento, o principal sentimento é de esperança. Temer concorre à reeleição junto com a presidente Dilma Rousseff (PT) e acompanhará a apuração das urnas de Brasília, ao lado dos integrantes de seu partido.

Foto: Assessoria de comunicação / Michel Temer

Lula votou em São Bernardo do Campo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva votou por volta de 10h20 da manhã neste domingo na Escola Estadual José Firmino Correia de Araújo, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Ele estava acompanhado da mulher, Marisa Letícia, do prefeito de São Bernardo do Campo e coordenador da campanha de Dilma Rousseff, Luiz Marinho, além de Alexandre Padilha, que disputou o governo de São Paulo neste ano.

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Aécio votou em Belo Horizonte

Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência, votou por volta de 10h20 em um colégio da região central de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Ele estava acompanhado da esposa Letícia e de Antonio Anastasia, que foi eleito senador no início de outubro.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Dilma votou em Porto Alegre

A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, votou por volta de 8h40 em uma escola na zonal sul de Porto Alegre. Ela ficou por sete minutos na seção eleitoral e estava acompanhada de Tarso Genro, governador do RS, que tenta a reeleição pelo PT. Tarso também votou no local.

Dilma disse que a campanha deste ano teve "momentos lamentáveis”, mas que o Brasil “mudou para que as pessoas crescessem” e que o País “é e será, é e continuará sendo uma das maiores nações democráticas do planeta”.

Foto: Ichiro Guerra