Você está aqui: Página Inicial / Economia / Preço da cesta básica recua pela 1ª vez desde maio de 2007

Economia

Inflação

Preço da cesta básica recua pela 1ª vez desde maio de 2007

por Redação — publicado 07/08/2013 09h50, última modificação 07/08/2013 10h42
Em julho, valor dos alimentos básicos caiu nas 18 principais capitais do Brasil analisadas pelo Dieese
Antônio Cruz / ABr
Alimentos

Em julho, valor dos alimentos básicos caiu nas 18 principais capitais do Brasil analisadas pelo Dieese

Em julho, pela primeira vez desde maio de 2007, houve recuo no preço da cesta básica nas 18 principais capitais do Brasil. É o que indica a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgada na terça-feira 6.

As retrações mais significativas de preços do conjunto de gêneros alimentícios essenciais aos brasileiros foram registradas em Brasília (-8,86%), Florianópolis (-7,61%), Porto Alegre (-7,06%) e Goiânia (-7,00%). As menores variações ocorreram em Salvador (-0,18%), Vitória (-1,55%) e Manaus (-1,82%).

Segundo o Dieese, em julho, São Paulo continuou como a capital onde a cesta básica é mais cara (327,44 reais). Ainda assim, houve recuo de 3,82% em relação ao mês anterior. Em seguida na lista das capitais com maiores preços de alimentos estão Vitória (310,73 reais), Manaus (310,52) e Porto Alegre (305,91). Os menores preços foram observados em Aracaju (239,36 reais), Salvador (259,73) e Campo Grande (264,87).

Entre janeiro e julho, apenas Florianópolis (-2,08%) registrou queda nos preços da cesta básica. Nas outras 17 cidades analisadas houve alta: Aracaju (17,30%), João Pessoa (15,85%), Salvador (14,36%), Natal (13,34%) e Recife (12,46%) tiveram os maiores aumentos.

De acordo com o Dieese, com a queda nos preços em julho, a jornada de trabalho necessária para quem ganha um salário mínimo comprar a cesta básica diminuiu: agora são 92 horas e 31 minutos, na média das 18 capitais. Em junho, esse tempo era de 96 horas e 55 minutos.

registrado em: , ,