Você está aqui: Página Inicial / Economia / Número de falências decretadas no Brasil recua em 2010

Economia

Empresas

Número de falências decretadas no Brasil recua em 2010

por Brasil Econômico — publicado 06/01/2011 10h59, última modificação 06/01/2011 10h59
De acordo com o levantamento, as micro e pequenas empresas foram as que apresentaram o maior recuo no número de falências decretadas, na relação com 2009

O ano de 2010 registrou o menor número de falências no Brasil desde 2005, ao registrar 732 decretos, informou a Serasa Experian nesta quinta-feira (6/1).

De acordo com o levantamento, as micro e pequenas empresas foram as que apresentaram o maior recuo no número de falências decretadas, na relação com 2009.

No ano passado, houve 653 decretações de falência de micro e pequenas, ao passo que em 2009 foram 831.

Já as médias empresas somaram 64 decretos em 2010, seis a mais que em 2009. As grandes empresas, por sua vez, tiveram 15 falências decretadas ao longo do ano anterior, número menor que os 19 verificados em 2009.

Os economistas da Serasa Experian apontam que os indicadores de insolvência das empresas recuaram em 2010, em decorrência do ambiente econômico favorável aos negócios e investimentos.

"O mercado interno aquecido, as políticas de estímulo econômico, que vigoraram parte do ano, a recuperação da oferta de crédito, o alongamento dos prazos de financiamento, a maior disponibilidade de recursos via BNDES, o recuo da inadimplência e o desenvolvimento de obras de infraestrutura determinaram um ano muito positivo para a geração de receitas e capitalização das empresas", explicam.

Na perspectiva de 2011, mesmo com um crescimento menor do país, "as finanças empresariais não serão comprometidas, o que pode levar a novas quedas nos indicadores de insolvência", estima a Serasa Experian.

*Publicada originalmente no Brasil Economico