Você está aqui: Página Inicial / Economia / Mercado reduz projeções para a inflação

Economia

Focus

Mercado reduz projeções para a inflação

por Brasil Econômico — publicado 16/05/2011 10h30, última modificação 16/05/2011 10h31
Os agentes consultados estimam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerre 2011 a 6,31%, ante projeção de 6,33% na semana passada

As instituições financeiras reduziram novamente as expectativas para os índices de inflação em 2011, segundo o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central (BC).

Os agentes de mercado consultados estimam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerre 2011 a 6,31%, ante projeção de 6,33% verificada na semana passada. Trata-se da segunda semana consecutiva de queda nas projeções, que estavam em alta desde novembro do ano passado.

Para o próximo ano, as instituições preveem que o IPCA fique em 5,00%.

Já a mediana das projeções para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) em 2011 foi reduzida para 6,81%, ante 6,92% na semana passada. Para o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), a previsão para 2011 foi reduzida para 6,94%, ante 7,00% na semana passada.

Selic
Por sua vez, o mercado manteve a previsão para a taxa básica de juros do país (Selic) em 2011. As instituições apostam em uma Selic de 12,50% ao final do ano. Já para o fim de 2012, os economistas consultados esperam que os juros atinjam 12,25%.

PIB
As instituições consultadas pelo BC mantiveram a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2011. As projeções apontam para uma expansão de 4%.

Câmbio
De acordo com o boletim Focus, a projeção para a taxa de câmbio foi mantida em R$ 1,62 ao fim deste ano. Há quatro semanas, no entanto, as expectativas eram de R$ 1,65. Para 2012, a projeção é de que o dólar termine o ano a R$ 1,70.