Você está aqui: Página Inicial / Economia / Medalha de ouro para as taxas de juros do Brasil

Economia

Selic

Medalha de ouro para as taxas de juros do Brasil

por Carlos Drummond publicado 14/03/2014 16h15, última modificação 14/03/2014 17h11
O país está novamente na posição mais alta do pódio
Tombini

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini

Com proveito para os rentistas e prejuízo para as empresas, a taxa de juros do Brasil está novamente na posição mais alta do pódio, como mostra a tabela abaixo. Um levantamento feito pela consultoria Creta/Nobel Planejamento nos principais países da América Latina e do G20 mostra o Brasil em primeiro lugar, com 10,75%, taxa superior às da Turquia, de 10%, e do Uruguai, de 9,25%.

O conceito das taxas de juros básicas varia entre os países, mas não a ponto de inviabilizar uma comparação. As taxas consideradas na comparação feita pela consultoria são nominais. Para se chegar às taxas reais é necessário considerar a inflação. Vale ressaltar que países com taxas de inflação muito elevadas tendem a ter taxas de juros básicas maiores.

Considerou-se a Zona do Euro com uma taxa única.

registrado em: , ,