Você está aqui: Página Inicial / Economia / Lucro da Petrobrás cresce 32%

Economia

Crescimento

Lucro da Petrobrás cresce 32%

por Redação Carta Capital — publicado 16/08/2011 11h43, última modificação 06/06/2015 18h57
A melhora se deve sobretudo ao aumento de vendas de derivados e gás natural no mercado interno e à alta do petróleo

O lucro líquido da Petrobrás no segundo trimestre de 2011 cresceu 32% se comparado ao mesmo período de 2010. Foram 10,94 bilhões de reais, ante 8,29 bilhões do ano passado. A melhora se deve sobretudo ao aumento de vendas de derivados e gás natural no mercado interno, que cresceram 7% e 9% respectivamente e foram comercializados a preços mais elevados (graças à alta do petróleo, que chegou a 44% no semestre).

Apesar disso, a empresa divulgou que o investimento no primeiro semestre de 2011 caiu 16% se comparado ao mesmo período de 2010. Os 32 bilhões de reais foram destinados sobretudo ao setor de Exploração e Produção (46%) e Abastecimento (38%). Esse dinheiro foi gerado, na maior parte, pela geração de caixa da empresa, medidos levando em consideração apenas os recursos gerados pelas atividades da empresa e desconsiderando os efeitos financeiros e de impostos.

Se comparados os lucros do primeiro semestre, o crescimento em relação a 2010 foi de 37%. Em evento, o presidente na Petrobras José Sergio Gabrielli classificou de "extraordinário” o resultado da empresa no primeiro semestre deste ano.“Do ponto de vista do investimento, somos a empresa com maior perspectiva de crescimento do mundo. Investimento na Petrobras é de longo prazo,”disse.

A agência de classificação de risco Moody’s elevou a nota de classificação de risco da Companhia para A3. Outro fator que contribuiu para o aumento dos lucros foi o aumento de 2% na produção nacional de óleo e gás natural.

A Exxon Móbil, maior petrolífera do mundo, teve rendimento de 10,7 bilhões de dólares no mesmo período, com crescimento de 41%. A Royal Dutch Shell, a segunda maior, teve lucro de 8 bilhões de dólares, com crescimento de 74% em relação ao mesmo período de 2010.

*Com informações da Agência Brasil