Você está aqui: Página Inicial / Economia / Israel busca realizar novos negócios no Brasil

Economia

Comércio

Israel busca realizar novos negócios no Brasil

por Brasil Econômico — publicado 17/05/2011 10h49, última modificação 17/05/2011 10h49
Para o ministro da Indústria, Comércio e Trabalho do Estado de Israel, Shalom Simhon, o Brasil é mercado prioritário para o governo israelense

A Bárbara Ladeia, do Brasil Econômico.

No começo desta  semana, desembarcou no Brasil o ministro da Indústria, Comércio e Trabalho do Estado de Israel, Shalom Simhon.

Em menos de 24 horas em solo brasileiro, o representante do governo israelense já tinha um protocolo de intenções assinado com a Sabesp na área de segurança e gestão de recursos hídricos, um outro acordo de transferência de tecnologia pronto para debate na área de biocombustíveis, além de uma rodada de negócios com 18 empresas israelenses de telecomunicações já agendada.

Em evento da Câmara Brasil-Israel de Comércio e Indústria, Simhon foi recebido por empresários e afirmou que São Paulo "lembra Nova York" e que "não foi à toa" que Israel escolheu o Brasil como o primeiro país dos Brics a receber uma visita com intenção de realizar novos negócios.

"Especialmente para os eventos esportivos que vocês vão receber, acreditamos que podemos ser grandes parceiros", afirmou o ministro.

Qual a expectativa do governo de Israel para essa visita ao Brasil?
O Brasil é um parceiro estratégico para o governo de Israel. Já fazemos e vamos continuar fazendo de tudo para desenvolver as relações comerciais entre os dois países.

Quais os principais setores a serem abordados nessa sua visita aqui ao Brasil?
Junto comigo, tenho uma comitiva de dezoito empresas de telecomunicações, duas do setor de água e saneamento e mais duas de biocombustíveis.

Na parte de energia renovável, fundamentalmente, vamos fazer parcerias baseadas nos princípios de transferência de tecnologia. Conhecemos a força e a potência do Brasil hoje no que tange os assuntos relacionados a energia alternativa e biocombustíveis. Viemos buscar conhecimento dessa área aqui.

Na área de telecomunicações, é um campo muito vasto, no qual temos muito conhecimento. Desde elaboração de satélites até a fabricação de placas, celulares, entre outros. Temos muito a acrescentar à indústria brasileira.

Algum acordo já foi fechado?
Já assinamos um memorando de intenções de cooperação em uma grande lista de assuntos entre o governo de Israel e a Sabesp. Vamos trabalhar vários temas como a segurança e gestão de recursos hídricos, o fornecimento, a distribuição de água, o saneamento, entre outros.