Você está aqui: Página Inicial / Economia / Déficit de transações correntes bate recorde no mês de julho

Economia

Déficit de transações correntes bate recorde no mês de julho

por Redação Carta Capital — publicado 23/08/2010 18h35, última modificação 23/08/2010 18h47
Relatório divulgado hoje pelo BC mostra saldo negativo em vários itens de serviços como transporte e viagens internacionais. Projeções para agosto é de déficit menor em relação a julho.

Relatório divulgado hoje pelo BC mostra saldo negativo em vários itens de serviços como transporte e viagens internacionais

O déficit em transações correntes do mês de julho chegou a 4,5 bilhões de dólares. É o mais alto já registrado pela série histórica do Banco Central (BC) desde 1947. No acumulado dos últimos 12 meses, o déficit chega a 43,8 bilhões de dólares, equivalente a 2,24% do PIB.

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, o resultado do mês passado superou a projeção do BC para o período (US$ 3,7 bilhões) porque o superávit comercial foi “pior” do que o esperado.

Para agosto, segundo preliminar da Rosenberg & Associados, o saldo comercial será superior ao de julho (até a terceira semana, acumula-se saldo de 2,234 bilhões de dólares), o déficit de viagens deve ser pouco inferior e os juros, passados os efeitos sazonais, também. Assim, o déficit em transações correntes deve ser mais modesto em agosto, girando em torno de 2,5 bilhões e dólares.

Para o ano, a projeção revista de Balança Comercial é de superávit de 18 bilhões de dólares com déficit em transações correntes de 47 bilhões de dólares (-2,4% do PIB).