Você está aqui: Página Inicial / Economia / Déficit da previdência atinge R$ 5,7 bilhões em abril

Economia

Saldo negativo

Déficit da previdência atinge R$ 5,7 bilhões em abril

por Brasil Econômico — publicado 24/05/2011 18h10, última modificação 24/05/2011 18h10
Apesar dos gastos terem sido maiores que a arrecadação, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, afirmou que esse foi o melhor resultado para o quadrimestre desde 2008

A Previdência Social registrou déficit de R$ 5,72 bilhões no mês de abril - com uma arrecadação de R$ 18,54 bilhões e despesas de R$ 24,27 bilhões.

Na comparação com o mês de março houve um aumento das despesas previdenciárias por causa do pagamento de precatórios que somaram R$ 3,22 bilhões. No mês de março, esse valor foi de R$ 283 milhões.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira 24 pelo Ministério da Previdência Social.

O resultado da Previdência no setor urbano ficou negativo em R$ 910 milhões, por causa das ações judiciais que somaram, em abril, R$ 2,5 bilhões. Apesar disso, a arrecadação teve o segundo melhor resultado da série histórica da Previdência que ficou em R$ 18,06 bilhões e as despesas somaram R$ 18,97 bilhões.

A Previdência rural também apresentou um saldo negativo no mês de abril, R$ 4,8 bilhões. A arrecadação somou R$ 482 milhões e as despesas foram de R$ 5,3 bilhões no mês passado. Na comparação com março houve um aumento de 13,2% na necessidade de financiamento do setor rural.

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, disse que o saldo negativo já era previsto devido ao pagamento dos precatórios. Apesar desse saldo, ele disse que a previdência em abril teve "melhor resultado para o quadrimestre desde 2008". No ano, o saldo negativo é de R$ 15,32 bilhões.

*Publicado originalmente em Brasil Econômico.