Você está aqui: Página Inicial / Diálogos Capitais / Investimentos em Suape podem elevar em 30% participação industrial no PIB pernambucano

Diálogos Capitais

Diálogos Capitais

Investimentos em Suape podem elevar em 30% participação industrial no PIB pernambucano

por Redação — publicado 28/01/2014 18h06, última modificação 28/01/2014 19h17
Segundo secretário de desenvolvimento econômico de Pernambuco, Márcio Stefanni Monteiro Morais, expectativa é que sejam criados 35 mil empregos diretos
João Batista Fotografias
Márcio Stefanni, secretário de Desenvolvimento Econômico do Pernambuco

Márcio Stefanni lembrou também os problemas de infraestrutura que continuam a assombrar o estado

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Pernambuco, Márcio Stefanni Monteiro Morais, ressaltou nesta terça-feira 28 a importância dos investimentos que o governo do estado tem realizado na região do Porto de Suape. Durante a palestra Suape - Base Para a Expansão da Indústria, do evento Diálogos Capitais, Morais lembrou que a concentração de esforços na região pretende fazer com que a participação industrial no PIB do estado suba de 24% para 30%.

De acordo com o secretário, a justificativa para a concentração dos investimentos leva em conta a localização e o desenvolvimento do complexo. "Suape tem linhas para os principais portos mundiais. De 2007 pra cá, foram 2 bilhões de reais. Destes, 1,4 bilhão veio do estado, tendo o BNDES como um dos principais parceiros". Esse dinheiro, segundo o secretário, irá atrair 50 bilhões de reais em investimento produtivo, com a criação de 35 mil empregos diretos. São 105 empresas em operação e 45 empresas em instalação em 13 mil hectares.

Os setores nos quais o governo de Eduardo Campos (PSB) concentra suas atenções são cinco: a indústria de bens de consumo, a petrolífera, a de desenvolvimento de tecnologia renovável, a automobilística e a de fármacos. "Serão esse setores que irão reindustrializar o estado de Pernambuco", afirmou.

Segundo o secretário, Suape representa o renascimento da indústria pernambucana, onde "estão sendo feitos investimentos nunca feitos em 500 anos". Ele atribuiu o cenário positivo que expôs à gestão implantada pelo atual governo. "Fomos no início do governo ouvir a população. O governador, os seus secretários, os presidentes de estatais. Fomos em cada região ouvir o que a população queria."

O secretário lembrou ainda de problemas de infraestrutura urbana que ainda assombram o estado de Pernambuco. "Foram 600 milhões de reais investidos em saneamento. Recife tinha, no século 21, a vergonhosa marca de passar por um racionamento de água e atualmente está em andamento a Parceria Público-Privada (PPP) do Saneamento.”

Diálogos Capitais. Fortaleza recebe a primeira edição de 2014 da série Diálogos Capitais, promovido pela revista CartaCapital em parceria com o Instituto Envolverde, para aprofundar a discussão sobre o desenvolvimento brasileiro. Portos - Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento do Nordeste é o tema do debate que reúne autoridades da região e especialistas do setor.