Você está aqui: Página Inicial / Destaques CartaCapital / Um idealista realizador

Destaques CartaCapital

Riad Younes

Um idealista realizador

por Gianni Carta publicado 20/04/2012 12h52, última modificação 25/04/2012 18h59
O oncologista põe meios e know-how brasileiros a serviço da medicina dos países árabes
Riad2

O projeto nasce de uma viagem ao Oriente Médio na comitiva do presidente Lula, em 2004, a convite do chanceler Amorim. Foto: Olga Vlahou

Faz anos, o médico Riad Younes queria colocar em prática um projeto. Como ajudar os países do Oriente Médio, os quais tem infraestrutura hospitalar deficitária e escassez de médicos treinados? No fim de 2003 veio à tona uma oportunidade. O presidente Lula planejava uma turnê pelos países árabes e o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, propôs a Younes: “Por que você não se agrega?”

Younes, coordenador de cirurgia oncológica do Hospital São José e professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, é, antes de mais nada, um cientista de perfil ideal para executar a tarefa. Nascido no Líbano, esse cidadão brasileiro de 52 anos, fluente em árabe, francês e inglês, é formado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e tem especialização no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, em Nova York.

De volta ao Brasil, chefiou o Departamento de Cirurgia Torácica do Hospital A.C. Camargo. Em seguida foi por quatro anos diretor-clínico do Hospital A.C. Camargo e depois diretor-clínico por duas gestões do Hospital Sírio-Libanês (HSL). Younes é também médico cirurgião do HSL.

*Leia matéria completa na Edição 694 de CartaCapital, já nas bancas