Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Voltaire dos que não foram

Cultura

Blogs do Além

Voltaire dos que não foram

por Vitor Knijnik — publicado 18/09/2012 11h21, última modificação 18/09/2012 11h21
Blog do filósofo iluminista, cujas ideias inspiraram a Revolução Francesa, a Revolução Americana e aquela canção do Roberto... "agora pra ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar"
voltaire

Blog do Voltaire

Citação é um perigo. Uma frase isolada, seguida por uma assinatura, é sempre levada à sério. Por mais que a sentença diga uma banalidade e que o autor seja desconhecido. “Uma escada leva para cima, mas também para baixo”. Benjamin Randell. Inventei essa agora, inclusive o Benjamin. Parece grande coisa, não? Esta pseudo citação é inocente e não conduzirá ninguém a uma reflexão equivocada, no máximo guiará algum desavisado para o andar errado. O problema é quando o sujeito toma como verdade inquestionável um dos meus célebres aforismas, como “Deus me defende dos amigos, que dos inimigos me defendo eu” e sai fazendo inimizades pelo mundo a fora. Acaba por ficar isolado e o pior: sem ninguém lá em cima para lhe proteger. Como tenho muito dos meus ditos salpicado no Facebook, em palestras, salas de aula e conversas cotidianas, resolvi fazer uma revisão crítica dos mais famosos. Acompanhe.

Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.
Fique bem claro que defenderei o seu direito até a sua morte, não a minha.

Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.
Cuidado. No Enem eles não usam o mesmo critério.

Os infinitamente pequenos têm um orgulho infinitamente grande.
Isso não vale para o tamanho do pênis.

O público é uma besta feroz. Deve-se enjaulá-lo ou fugir dele.
Se nenhuma das alternativas for possível, cobre ingresso.

A arte da medicina consiste em distrair o paciente enquanto a Natureza cuida da doença.
O problema é quando a natureza pega carona e distrai-se também.

Escrevo-vos uma longa carta porque não tenho tempo de a escrever breve.
A frase segue boa e  o que é melhor: cabe num Twitter.

Os homens erram, os grandes homens confessam que erraram.
Acreditam que eu tinha escrito confessam com ç?

O maior prazer que alguém pode sentir é o de causar prazer aos seus amigos.
É, eu sei. Em 2012, isto soa esquisito.

Se queres conversar comigo, define primeiro os termos que usas.
Credo. Que chatice. Isto parece mais regimento de diretório acadêmico.

Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde se encontram remédios para todos os males.
Este, por exemplo, é um placebo.

A leitura engrandece a alma.
Desde que não seja a do Twitter na hora da novela.

Uma palavra posta fora do lugar estraga o pensamento mais bonito.
Merda.

O segredo de aborrecer é dizer tudo.
Paro o post por aqui.

 

Leia mais em Blogs do Além.

registrado em: