Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Vi-Venes / Vi-Venes é novo chargista de CartaCapital

Cultura

Humor

Vi-Venes é novo chargista de CartaCapital

por Nirlando Beirão publicado 16/03/2016 16h33
Tiras de Venes Caitano publicadas semanalmente na versão impressa de CartaCapital serão reproduzidas no blog Vi-Venes
Venes-Caitano

Artista de seu tempo, Venes inaugurou suas tirinhas na internet

Não é que houvesse muita opção de conversa e camaradagem naquele sítio do Cerrado numa cidadezinha de nome Palmeirópolis, Goiás, hoje Tocantins, quando em 1988 Venes Caitano nasceu. As primeiras amizades Venes travou na biblioteca da escola.

Eram os personagens de Schultz, Bill Watterson, Quino, Laerte, Ziraldo, Luis Fernando Verissimo, Angeli, Glauco, Henfil – e outros heróis fictícios do traço que os livros didáticos viessem, quase sempre involuntariamente, a acolher. 

Batatman
O fantástico Batatman, de poderes e vulnerabilidade

O talento dos mestres o inspirava, mas quando ele empunhou seus lápis para, aos 10 anos, rabiscar suas primeiras historietas não foi por acaso que do papel saltaram cavalos, porcos e vaquinhas. De todo modo, era o marco iniciático, movido a paixão e fascínio, de uma vocação que se firmou profissionalmente em 2013, esgueirando-se do ofício de bacharel enfermeiro (diplomado, em 2009) e encerrando prematuramente o curso de cinema de animação, na Universidade Federal de Minas Gerais, com direito a desabafo (“estúpido e desnecessário”).

Auto-retrato
Venes Caitano em autorretrato
Tem prêmios de salões de humor daqui e do mundo, já participou de coletivas em homenagem a Steve Jobs, a Chico Anysio, a Ziraldo, a Amy Winehouse. Colabora no jornal Voz da Comunidade, editado por moradores do Complexo do Alemão, no Rio. 

Artista de seu tempo, Venes inaugurou suas tirinhas na internet e a resposta nas redes sociais foi explosiva. Inaugura sua colaboração permanente com CartaCapital na tira Vi-Venes e Sua Vara e também com o Portal R-7.

Os desenhos, definem o artista, têm a doçura de um abraço, “seguido de um puxão de orelha, ou vice-versa”. Ou seja, em nanquim e aquarela, em imagens e palavras, o que está impresso são dramas humanos e universais. Mesmo quando – como nas melhores fábulas – bichos fazem as vezes dos homens. 

Série-Vi-Venes
Tirinha da série Vi-Venes

registrado em: ,