Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Projeto audiovisual capacita índios para preservar a cultura das tribos

Cultura

Raiz das Imagens

Projeto audiovisual capacita índios para preservar a cultura das tribos

por Marcelo Pellegrini — publicado 09/05/2013 17h00, última modificação 10/05/2013 17h51
A iniciativa pretende quebrar os estereótipos indígenas impregnados na sociedade brasileira e aproximar as tribos das cidades vizinhas
Índio

Índio Xavante filma ritual cultural de sua comunidade. Foto: Eduardo Ioschpe

Os direitos dos índios estão cada vez mais presentes nas discussões da sociedade brasileira. Os debates vão desde a construção da hidrelétrica de Belo Monte até as demarcações de terras e os conflitos com o agronegócio no Centro-Oeste e na região Norte. Apesar disso, poucos brasileiros têm a noção correta do que é ser índio no Brasil do século XXI.

Para romper falsos estereótipos em relação aos povos indígenas e aproximá-los das cidades brasileiras, preservando ao mesmo tempo a cultura das tribos, surgiu o projeto Raiz das Imagens – Fortalecendo as raízes culturais brasileiras. "Para muitos brasileiros, em pleno século XXI, os índios não podem usar roupas e nem ter óculos de sol ou aparelhos celulares, senão deixam de ser índios", diz Eduardo Yatri Ioschpe, o idealizador do projeto.

A solução para essa exclusão e preconceito sofridos pelos índios, segundo Ioschpe, é o cinema. Por meio de visitas itinerantes de capacitação audiovisual às tribos, o projeto pretende permitir que os índios pela primeira vez possam mostrar, por si mesmos, a sua realidade cultural por meio das lentes das câmeras. "Com as oficinas de vídeo, fortalecemos as culturas destas comunidades, discutimos seus problemas e, por fim, mostramos tudo em documentários", conta Eduardo Ioschpe.

Quebrando esteriótipos

Após essa primeira fase, os vídeos pretendem ser expostos aos moradores das comunidades e cidades vizinhas às tribos. Isso, explica o idealizador do projeto, aproxima os moradores das cidades de seus vizinhos indígenas e retira a ideia de "índio, vagabundo, atrasado e selvagem". "A ideia brasileira do índio são os estereótipos de 500 anos atrás", diz. "Este intercâmbio cultural será enriquecedor para todos os lados e incitará mais respeito e uma convivência mais harmoniosa também".

O projeto que concebe cinema como uma forma de consciência pretende passar por 7 aldeias Xavante, no estado do Mato Grosso, que abrangem ao todo mais de 700 índios. Após a edição dos vídeos, os documentários serão exibidos, à princípio, em espaços públicos das cidades de Nova Xavante e Barra dos Garças, ambas vizinhas à terra indígena dos Xavantes.

Atualmente, o projeto está captando recursos para se tornar viável por meio da ferramenta de financiamento coletivo catarse. Caso o montante não seja adquirido, todo o dinheiro captado será devolvido diretamente aos doadores.

Assista ao primeiro vídeo do projeto abaixo:

Raiz das Imagens - um projeto de todos para todos from Raiz das Imagens on Vimeo.


registrado em: ,