Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Morre o escritor mexicano Carlos Fuentes

Cultura

Luto

Morre o escritor mexicano Carlos Fuentes

por AFP — publicado 15/05/2012 18h04, última modificação 15/05/2012 18h09
Autor de obras como A morte de Artemio Cruz e Terra Nostra estava na Cidade do México e tinha 83 anos
Fuentes

Carlos Fuentes, em foto de 2008. Foto: AFP

MÉXICO (AFP) - O escritor mexicano Carlos Fuentes morreu nesta terça-feira, aos 83 anos, na Cidade do México, anunciou o presidente Felipe Calderón em sua conta no microblog Twitter.

"Lamento profundamente o falecimento do nosso querido e admirado Carlos Fuentes, escritor e mexicano universal. Descanse em paz", escreveu o presidente.

Fuentes morreu em decorrência de complicações cardíacas em um hospital do sul da capital mexicana, indicou a imprensa local.

Uma das referências da literatura latino-americana há meio século, autor de A Região Mais Transparente (1958), o escritor recebeu diversos prêmios internacionais em suas quatro décadas de atividade literária, o último foi o título de doutor Honoris Causa da Universidade das Ilhas Baleares, Espanha.

Filho de um diplomata mexicano, Fuentes nasceu por acaso no Panamá e passou seus primeiros anos em Quito, Montevidéu e Rio de Janeiro, indo viver mais tarde nos Estados Unidos e passando as férias escolares no México, onde estimulado por seu pai passou a defender suas raízes mexicanas.

Entre suas obras mais famosas estão A morte de Artemio Cruz (1962); Aura (1962); Terra Nostra (1975) e Gringo Velho (1985).

Fuentes era casado com a jornalista mexicana Silvia Lemús, com quem se casou pela segunda vez nos anos 1970, união da qual nasceram seus filhos Carlos Rafael, que era hemofílico e morreu em 1999 aos 25 anos, e Natasha, que morreu alguns anos depois aos 32 anos por causas desconhecidas.

"Um abraço a Silvia Lemús, neste momento difícil", postou em sua conta do Twitter a diretora do Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (Conaculta), Consuelo Sáizar.

Leia mais em AFP Móvel