Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Morre Andy Williams, intérprete de 'Moon River'

Cultura

Música

Morre Andy Williams, intérprete de 'Moon River'

por AFP — publicado 27/09/2012 10h40, última modificação 27/09/2012 10h40
O lendário cantor que já teve a voz descrita como "tesouro nacional" por Ronald Reagan morreu devido a um câncer na bexiga
Andy Williams

O cantor Andy Williams se apresenta em uma cerimônia em Nova York em 18 de junho de 2009. Foto: ©AFP/Getty Images / Larry Busacca

NOVA YORK (AFP) - O lendário cantor americano Andy Williams, intérprete de Moon River, morreu aos 84 anos, informou a imprensa americana nesta quarta-feira 26.

Williams, que atingiu o auge de sua fama nos anos 1960, faleceu em consequência de um câncer na bexiga, informou seu agente ao jornal USA Today.

Williams ganhou 18 discos de ouro e três de platina ao longo de sua carreira marcada basicamente por sucessos românticos.

"O lendário cantor Andy Williams faleceu na noite passada (terça-feira 25) em sua casa, em Branson, Missouri, depois de um ano de luta contra um câncer de bexiga, anunciou sua família", segundo a nota divulgada pelo agente, Paul Shefrin.

Nascido em Wall Lake, Iowa, filho de um ferroviário, Howard Andrew Williams cantava no coro da igreja com seus irmãos Bob, Dick e Don, o início de uma carreira profissional de 75 anos.

Depois da Segunda Guerra Mundial, trabalhou com a artista Kay Thompson em um número que fez muito sucesso em nightclubs. Em suas memórias de 2009, Moon River and Me, Williams admitiu ter mantido um longo romance com Thompson, 18 anos mais velha.

Em 1962, foi convidado pelos organizadores do Oscar para interpretar Moon River, música cantada por Audrey Hepburn no clássico Bonequinha de luxo e que acabou se transformando na canção favorita de Andy Williams e seu selo pessoal.

Depois disso, NBC resolveu contratá-lo para protagonizar o popular Andy Williams Show em 1962, que ficou no ar por quase uma década, até 1971.

Na época de ouro de Williams, nos anos 1960 e 1970, destacou-se por outros sucessos como Can't Get Used to Losing You, Happy Heart e Where Do I Begin, a canção tema do megasucesso da época, Love Story (1970).

Williams também alcançou a fama no exterior, especialmente na Grã-Bretanha, onde sua gravação de 1967, Music to Watch Girls By, foi um hit em 1999 depois de ser usada em anúncios de tv.

No apogeu seu sucesso, em 1973, Williams também cantou o hino nacional no Super Bowl.

Andy Williams era amigo pessoal de Bobby Kennedy e estava presente quando o candidato democrata à presidência foi assassinado em junho de 1968. Ele cantou solenemente o "Hino da Batalha da República" em seu funeral a pedido da viúva, Ethel.

Nos anos 1980, o então presidente Ronald Reagan descreveu sua voz suave como "um tesouro nacional".

Presença frequente nas premiações do Grammy e do Globo de Ouro, Williams também era conhecido por seus especiais televisivos de Natal e, nos últimos anos, dirigia um teatro em Branson, Missouri.

Williams foi casado com Debbie, com quem teve três filhos, Robert, Noelle e Christian, e com a dançaria francesa Claudine Longet.

Ele e Longet se divorciaram em 1975 e, no ano seguinte, ela foi presa e indiciada pela suposta morte acidental de seu namorado, Spider Sabich, campeão de esqui olímpico. Williams permaneceu ao lado da ex-esposa durante todo o processo.

O local de nascimento de Williams em Iowa virou atração turística e, em 1990, ele comprou um teatro em sua cidade adotiva, Branson, Missouri, e o batizou de "Moon River Theater" em homenagem à canção que o tornou famoso.

Ao invés de coroas de flores, a família do cantor pediu que parentes e amigos façam doações em seu nome ao Centro de Câncer de Bexiga, informou seu agente.

Leia mais em AFP Movel.