Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Jornalista que inventou declarações de Dylan sai da New Yorker

Cultura

Demissão

Jornalista que inventou declarações de Dylan sai da New Yorker

por AFP — publicado 31/07/2012 10h23, última modificação 31/07/2012 11h20
O autor do best seller Imagine: How Creativity Works, Jonah Lehrer, pediu demissão da revista New Yorker por ter "inventado" declarações do cantor Bob Dylan no livro
Dylan

Jonah Lehrer no dia 29 de maio de 2008 em Nova York. Foto: ©Getty Images/AFP/Arquivo / Thos Robinson

NOVA YORK, EUA (AFP) - O jornalista Jonah Lehrer, autor de um best seller sobre a mente e a criatividade, pediu demissão nesta segunda-feira 30 da revista New Yorker por ter "inventado" declarações do cantor Bob Dylan no livro.

Em um comunicado que surpreendeu a indústria editorial de Nova York, Lehrer confessou ter "criado" declarações do legendário Bob Dylan em seu livro Imagine: How Creativity Works. "As declarações em questão não existiram, foram citações erradas ou representaram combinações impróprias de declarações previamente realizadas", admitiu o escritor, de 31 anos.

"As mentiras terminaram. Entendo a gravidade da minha situação. Agora quero me desculpar com todos que decepcionei, especialmente meus editores e leitores (...). Renunciei a meu cargo de escritor da New Yorker", assinalou Lehrer. A Houghton Mifflin Harcourt, editora de Lehrer, reagiu rapidamente afirmando que suspenderá a venda de Imagine.

O 'descolado' Lehrer, que estudou neurociência na Universidade de Columbia, em Nova York, trabalhou para jornais e revistas até chegar à New Yorker.

As falsas declarações de Dylan publicadas por Lehrer se referem ao processo de criação de músicas e foram questionadas, pela primeira vez, pelo escritor Michael Moynihan no blog Tablet.

Imagine ocupou o topo da lista dos livros mais vendidos de não ficção do jornal The New York Times.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: