Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Imaginação no poder

Cultura

Exposição

Imaginação no poder

por Camila Alam — publicado 26/09/2010 12h38, última modificação 26/09/2010 12h38
Obras de Miró dividem espaço com releituras

Aobra do artista catalão Joan Miró (1893-1983) chega ao Brasil com uma proposta de diálogo entre seu legado e a produção de novos artistas espanhóis.

Na mostra Los 24 Escalones y Joan Miró, são apresentadas 18 obras do artista, vindas da Fundação JoanMiró, de Barcelona. Em contrapartida, cinco jovens artistas de lá apresentam suas peças inspiradas na produção do mestre.
O nome da mostra faz alusão ao próprio ambiente da Fundação. Vinte e quatro é o número de degraus que ligam o espaço expositivo ao laboratório Espai 13. É neste laboratório, concebido pelo próprio artista originalmente em 1975, que são realizados e difundidos novos experimentos da arte contemporânea. Como uma espécie de centro de especialização, o espaço aceita propostas e recebe artistas para desenvolvimento de seus primeiros trabalhos.

Javier Arce, Raúl Belinchón, Diana Larrea, Abigail Lazkoz e Juan López formam o grupo que participou de um ciclo de exposições a lembrar os 25 anos de morte de Miró. Para isso, visitaram ambientes particulares do artista na Fundação, onde geralmente os visitantes não têm acesso. Agora, foram selecionados pelo curador Jorge Díez para compor a mostra no Brasil com instalações, vídeos e gravuras pouco referentesao surrealismo ou ao dadaísmo, movimentos que inspiraram a obra do artista catalão.

Apesar da proposta de diálogo, é o acervo de Miró que mais chama a atenção do visitante. Além das 18 pinturas, litografias e esculturas, filmes e livros complementam a exposição do artista intuitivo que, longe de ser tradicional, criou cenas oníricas e paisagens imaginárias. Simbologias e temas recorrentes em sua trajetória são vistos em obras como Mujer (1969), Personaje en la Noche (1974) e Dos Aves de Presa (1973), expostas em Brasília.

Serviço:

LOS 24 ESCALONES Y JOAN MIRÓ
Museu Nacional
da República, Brasília
De 29 de setembro a 25 de novembro