Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Físico maduro, mas flexível

Cultura

Dança

Físico maduro, mas flexível

por Camila Alam — publicado 06/08/2010 01h51, última modificação 06/08/2010 15h56
Aos 35 anos, o Grupo Corpo afirma sua excelência na criação contemporânea
plural_corpo

O espetáculo Imã, de 2009, entra em turnê brasileira a partir de 11 de agosto

Aos 35 anos, o Grupo Corpo afirma sua excelência na criação  contemporânea

Casais voluptuosos narram com seus corpos amores ardentes ou indiferenças brutais, ao som do romantismo dramático das canções do cubano Ernesto Lecuona (1895-1963). Em um total de 38 minutos, 12 canções dão o tom a esta sequência de pas-de-deux elaborados e uma única formação coletiva no espetáculo Lecuona, do mineiro Grupo Corpo. Apresentada pela primeira vez em 2004, a coreografia volta à tona em turnê brasileira que comemora os 35 anos do aclamado grupo de dança contemporânea, ao lado da mais recente montagem Imã, de 2009. Juntas, as peças resumem o talento da companhia.

Inaugurando a turnê nacional, o Grupo Corpo passa por São Paulo (com apresentações no Teatro Alfa, de 11 a 16 de agosto), Belo Horizonte, Salvador,  Rio de Janeiro e Brasília. Antes de sair em viagem, recorreu à ajuda do público e abriu votação em seu site oficial para eleger a coreografia mais lembrada pelos espectadores. Lecuona, com a sofrida abordagem sobre o amor e seus percalços, foi eleita entre 14 peças do repertório e acompanha Imã durante os próximos meses pelo Brasil, ambas coreografadas por Rodrigo Pederneiras, um dos fundadores do grupo.

*Confira o conteúdo na íntegra da edição impressa.