Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Cultura começa 2011 com demissões e fechamento de sucursal em Brasília

Cultura

Imprensa

Cultura começa 2011 com demissões e fechamento de sucursal em Brasília

por Comunique-se — publicado 07/01/2011 10h08, última modificação 07/01/2011 10h09
A equipe composta por dois jornalistas, um editor de imagens, dois cameramen e dois auxiliares de produção foi inteiramente demitida

Do Comunique-se

A TV Cultura anunciou nesta semana o fechamento da sua única sucursal, instalada em Brasília. A equipe composta por dois jornalistas, um editor de imagens, dois cameramen e dois auxiliares de produção foi inteiramente demitida. Conforme informou a assessoria do canal, estas demissões ocorreram por uma “questão de conceito”.

Sem a equipe de reportagem direto de Brasília, a Cultura irá centralizar sua equipe de jornalismo em São Paulo, mas com informações fornecidas por agências de notícias, como a BBC, e os canais Brasil e NBR, que cobrem os acontecimentos da capital brasileira e o noticiário ligado ao Planalto.

Por questões legislativas, a TV Cultura é impossibilitada de contratar e demitir funcionários concursados em ano eleitoral. A dispensa, entretanto, não se resumiu apenas aos profissionais em Brasília: dois editores, Rui Rebelo e Roberto Chaves, e o chefe de redação Evaldo Dell Omo também foram recentemente demitidos. Para o cargo de chefia, Marília Asseff é a nova contratada.

A explicação apontada pela assessoria da Cultura envolve uma reformulação na equipe de jornalismo, dirigida pelo coordenador Celso Kinjô. O objetivo da TV Cultura em 2011 é tornar o seu jornalismo mais analítico e de debate. Para o cargo de chefe de redação, Kinjô convidou a jornalista Marília Assef, que há pouco tempo estava na Rede TV!.

As informações da Folha de S.Paulo.