Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Cine Belas Artes anuncia últimas exibições

Cultura

Fim

Cine Belas Artes anuncia últimas exibições

por Arlete Gomes — publicado 06/01/2011 16h05, última modificação 06/01/2011 17h48
Depois de meses de agonia, um dos mais tradicionais cinemas de São Paulo, informa seu fechamento. Proprietário do imóvel pede o local de volta e acaba com mobilização que envolveu os cinéfilos paulistanos

Proprietário do imóvel pede o local de volta e acaba com mobilização que envolveu os cinéfilos paulistanos
Um dos mais antigos e tradicionais cinemas de rua da capital paulista, o Cine Belas Artes, fechará as portas. Com 68 anos de história o espaço deverá realizar a sua última exibição no próximo dia 27. Localizado na esquina da avenida Paulista com a rua da Consolação, na Zona Oeste, o local deverá ceder seu espaço para uma loja.
O cine enfrentava problemas há alguns anos. As salas de exibição apresentavam várias deficiências. André Sturm, atual administrador do local, assumiu o espaço em 2002 quanto os ex-proprietários deixaram de acreditar na viabilidade do negócio. Em parceria com a produtora do cineasta Fernando Meirelles e com o patrocínio do banco HSBC, o negócio voltou a prosperar.
Em março de 2010, a. A notícia promoveu uma comoção e mobilizou  simpatizantes do cine a buscarem  patrocínio.
Sturm se comprometeu a pagar um aluguel no valor de R$ 65 mil quando o contrato com o novo patrocinador estivesse finalizado, mas foi surpreendido pelo proprietário do imóvel que pediu o espaço de volta para abrir uma loja. Os 32 funcionários que trabalham no cine receberam o aviso prévio ontem. Sturm tem até fevereiro para entregar o imóvel.
Para os últimos dias de exibições o atual administrador do imóvel prepara uma retrospectiva que será exibida a partir do dia 14. Dividida em duas partes, elas terão clássicos do cinema e  clássicos do Belas Artes. No mesmo dia será exibido o último “Noitão”.
Inovação do próprio cine os “Noitões” são sessões mensais em que eram exibidos três filmes seguidos durante a madrugada. O último deles sempre era surpresa. Ao amanhecer, um café da manhã era servido aos que conseguiam resistir à noite dentro do cinema.
O Cine Belas Artes, que começou sua trajetória em 1943, não deverá sumir de vez, Sturm se comprometeu a abrir o cinema alternativo em outro espaço e inclusive afirma já ter lugares em vista.