Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Cantora de blues Etta James morre aos 73 anos

Cultura

1938-2012

Cantora de blues Etta James morre aos 73 anos

por Redação Carta Capital — publicado 20/01/2012 16h09, última modificação 20/01/2012 16h14
A cantora norte-americana, dona de uma poderosa e emocionante voz, morreu em um hospital de Riverside, na California, vítima de uma leucemia

Etta James, uma das maiores cantoras de Rhythm and blues (R&B;) morreu na sexta-feira 20, depois de sofrer complicações de uma leucemia, doença com a qual foi diagnosticada em 2010.

Etta James interpreta um de seus grandes sucessos, "At Last"

A norte-americana completaria 74 anos na próxima quarta-feira e morreu ao lado de seu marido, Artis Mills, e de seus filhos no Hospital Riverside, localizado na Califórnia, de acordo com informações do jornal The New York Times. Além do câncer na medula óssea, também sofria de demência e de Hepatite C.

Etta James nasceu em 1938 em Los Angeles e começou a cantar ainda criança, no coral de uma igreja da cidade. Sua primeira música de sucesso, The Wallflower, foi lançada quando ela era ainda uma adolescente e atingiu o topo das paradas dos Estados Unidos em 1955.

Nos anos 60 Etta viveu o auge de sua carreira, produzindo músicas pop românticas e também dos ritmos soul e blues. Na década seguinte foi internada em uma clínica de reabilitação, por conta de sua dependência por heroína, reestabelecendo-se totalmente só em 1980, quando voltou a fazer sucesso.

“Muitas pessoas pensam que blues é depressivo, mas não é blues que eu canto. Quando eu estou cantando blues, eu estou cantando a vida”, disse ao Los Angeles Times em entrevista realizada em 1992.