Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Cantor Emílio Santiago morre aos 66 anos no Rio de Janeiro

Cultura

Música

Cantor Emílio Santiago morre aos 66 anos no Rio de Janeiro

por Redação Carta Capital — publicado 20/03/2013 11h24, última modificação 20/03/2013 11h24
Vítima de complicações de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico, ele estava internado desde o dia 7

O cantor Emílio Santiago, de 66 anos, morreu às 6h30 desta quarta-feira 20, vítima de complicações de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Ele estava internado desde o dia 7, no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Samaritano, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro.

 

O cantor nasceu em 1946, no Rio de Janeiro, e chegou a se formar em direito, mas, depois de participar de festivais e programas de televisão, começou a fazer fama na música.

Lançou seu primeiro álbum, chamado de Emílio Santiago, em 1975 e o último, Só Danço Samba ao Vivo, em 2012, que lhe rendeu um Grammy Latino de melhor álbum de samba/pagode no ano passado. Nesse intervalo, foram quase 30 álbuns. Em 1988, iniciou a série de sete discos chamada Aquarela Brasileira, que vendeu mais de 3 milhões de cópias e com a qual ganhou projeção nacional e internacional.

O corpo de Emílio Santiago será velado a partir do meio-dia na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. O velório será aberto ao público. O sepultamento está marcado para as 11 horas desta quinta-feira 21, no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju.

Matéria originalmente publicada em Agência Brasil

registrado em: