Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Argo, Misérables e Homeland são os principais vencedores do Globo de Ouro

Cultura

Cultura

Argo, Misérables e Homeland são os principais vencedores do Globo de Ouro

por AFP — publicado 14/01/2013 10h43, última modificação 14/01/2013 10h43
Ben Affleck foi a grande surpresa levando para casa os troféus mais prestigiosos da noite, melhor filme e melhor diretor, e derrotando o peso pesado de Hollywood Steven Spielberg

LOS ANGELES (AFP) - Os filmes Argo (drama) e Les Misérables (comédia ou musical) foram os principais vencedores do Globo de Ouro, que foi entregue neste domingo em cerimônia realizada em Beverly Hills.

Ben Affleck levou os troféus mais prestigiosos da noite, melhor filme e melhor diretor, derrotando o peso pesado de Hollywood Steven Spielberg.

Produzido, entre outros, por George Clooney, Argo relata a rocambolesca e verídica (ainda que tomadas algumas liberdades) participação de Hollywood no resgate dos seis diplomatas americanos durante a crise dos reféns no Irã, em 1979.

Já Les misérables, com Hugh Jackman e Anne Hathaway, na categoria musical ou comédia ficou com os prêmios de melhor filme e melhor ator, assim como melhor coadjuvante.

Jessica Chastain recebeu, por sua vez, o prêmio de melhor atriz dramática por seu papel em A hora mais escura, filme de Kathryn Bigelow sobre a caçada ao terrorista Osama Bin Laden.

Outro vencedor da noite foi Django Livre, uma homenagem ao 'spaghetti western' de Quentin Tarantino, que levou os prêmios de melhor ator coadjuvante para o austríaco Christoph Waltz e melhor roteiro para o próprio Tarantino.

Esperava-se que Lincoln, que tinha sete indicações e compete por 12 prêmios no Oscar, fosse o grande vencedor da 70a. cerimônia do Globo de Ouro, no entanto o filme de Spielberg, que retrata o duelo político do presidente Abraham Lincoln para abolir a escravidão, obteve apenas o prêmio de melhor ator dramático para Daniel Day-Lewis.

"Têm certeza de que há lugar para outro ex-presidente neste palco?", brincou Day-Lewis em seu discurso, referindo-se à participação do ex-presidente americano Bill Clinton, que prestou homenagem a seu ilustre predecessor e ao filme que o glorifica. A presença de Clinton provocou um entusiasmado aplauso da plateia.

Já a britânica Adele emocionou-se ao levar o prêmio de melhor canção original por 007-Operação Skyfall.

Outros vencedores foram o filme austríaco Amor, a animação da Pixar Valente e a jovem Jennifer Lawrence, melhor atriz de comédia por O lado bom da vida. A noite também foi marcada pelo discurso de Jodie Foster, homenageada com um prêmio pelo conjunto de sua carreira e que pela primeira vez mencionou publicamente sua homossexualidade, ao prestar uma homenagem a sua companheira.

"Acho que tenho a urgente necessidade de dizer algo que nunca fui capaz de dizer em público e me deixa um pouco nervosa. Então vou colocar para fora, está bem? Forte e orgulhosa. Vou precisa de muito apoio. Sou solteira. Espero que não estejam decepcionados por não terem ouvido um grande discurso de 'saída do armário', porque eu já saí do armário há mil anos, lá na Idade da Pedra", afirmou, emocionando os colegas, muitos dos quais com lágrimas nos olhos.

Na categoria TV, Homeland foi a grande vencedora do Globo de Ouro ao levar os prêmios de melhor série dramática, melhor ator e melhor atriz. Homeland levou os prêmios de melhor série dramática, melhor ator para Damian Lewis e melhor atriz para Claire Danes, na mesma categoria.

Na categoria comédia ou musical, Girls ficou com a estatueta de melhor comédia, assim como sua protagonista e criadora, Lena Dunham, melhor atriz. Don Cheadle levou o prêmio de melhor ator de comédia por House of Lies.

O Globo de Ouro é organizado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood e é considerado uma prévia do Oscar. A baixa representatividade de seus poucos membros geralmente é motivo de piada, mas o prêmio é muito popular entre os astros e estrelas.

A seguir, os vencedores:

- Cinema

Melhor filme - Drama : Argo

Melhor filme - Musical ou Comédia: Les Misérables

Melhor Ator - Drama: Daniel Day-Lewis (Lincoln)

Melhor Atriz - Drama: Jessica Chastain (A Hora Mais Escura)

Melhor Ator - Musical ou Comédia: Hugh Jackman (Les Misérables)

Melhor Atriz - Musical ou Comédia: Jennifer Lawrence (O Lado Bom da Vida)

Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz (Django Livre)

Melhor Atriz Coadjuvante: Anne Hathaway (Les Misérables)

Melhor Diretor: Ben Affleck (Argo)

Melhor Roteiro: Django Livre - Quentin Tarantino

Canção Original: Skyfall - Adele, Paul Epworth (Operação Skyfall)

Trilha Sonora Original: As Aventuras de Pi - Mychael Danna

Filme de Animação: Valente

Filme Estrangeiro: Amor (Áustria)

- TV 

Melhor Série - Drama: Homeland

Melhor Série - Musical ou Comédia: Girls

Minissérie ou Filme feito para TV: Game Change

Melhor Ator de Série - Drama: Damian Lewis (Homeland)

Melhor Atriz de Série - Drama: Claire Danes (Homeland)

Melhor Ator de Série - Musical ou Comédia: Don Cheadle (House of Lies)

Melhor Atriz de Série - Musical ou Comédia: Lena Dunham (Girls)

Melhor Ator de Minissérie ou Filme para TV: Kevin Costner (Hatfields & McCoys)

Melhor Atriz de Minissérie ou Filme para TV: Julianne Moore (Game Change)

Melhor Ator Coadjuvante de Série, Minissérie ou Filme para TV: Ed Harris (Game Change)

Melhor Atriz Coadjuvante de Série, Minissérie ou Filme para TV: Maggie Smith (Downton Abbey)