Você está aqui: Página Inicial / Cultura / A força uruguaia

Cultura

Teatro

A força uruguaia

por Redação Carta Capital — publicado 08/09/2012 13h07, última modificação 08/09/2012 13h07
No 19ª Festival Porto Alegre em Cena, nove espetáculos do país vizinho chegam à capital gaúcha
vuelopost

Confronto. Angústia e obsessão em Vuelo a Capistrano

Por Daniel Schenker

19ª Festival Porto Alegre em Cena
Porto Alegre
Até 24 de setembro

E inegável a soberania de Mãe Coragem e seus Filhos, espetáculo de Claus Peymann para o texto de Bertolt Brecht, na programação do Porto Alegre em Cena. Ainda assim, o teatro uruguaio desponta com nove montagens, sob a condução de Luciano Alabarse. El Rey se Muere, de Eugene Ionesco, centrado na figura do rei Berenguer, que se recusa a morrer, chega pelos encenadores do divertido Los Padres Terribles, de Jean Cocteau. Niño Enterrado, de Sam Shepard, aborda uma família disfuncional. Snorkel, de Federico Guerra, reúne seres imersos no submundo. Variaciones Meyerhold, de Eduardo Pavlovsky, traz à tona o encenador russo que se opôs a Stanislavski. Mi Querida é uma apropriação de Griselda Gambarro de obra de Anton Tchekhov. E Vuelo a Capistrano, de Carlos Gorostiza, confronta um homem obcecado com a vida dos pássaros, sua mulher e a ex-esposa, com quem teve a única filha.

registrado em: