Você está aqui: Página Inicial / Cultura / A banda mais hype da cidade

Cultura

Música

A banda mais hype da cidade

por Tory Oliveira publicado 08/06/2011 16h30, última modificação 13/06/2011 16h32
Com 4,9 milhões de visualizações no YouTube, A Banda Mais Bonita da Cidade vira fenômeno e alvo de paródias na internet. Grupo fez primeiro show em SP ontem para 500 pessoas. Foto: Vanessa Bumbeers
A banda mais bonita de todos os tempos do último mês

Com 4,9 milhões de visualizações no YouTube, A Banda Mais Bonita da Cidade vira fenômeno e alvo de paródias na internet. Grupo fez primeiro show em SP ontem. Foto: Vanessa Bumbeers

Durou 3:50 minutos a primeira execução ao vivo da música Oração em São Paulo. Reunida em clima de catarse fofa no palco do StudioSP - um dos principais espaços da música independente na cidade - A Banda Mais Bonita da Cidade repetiu para 500 pessoas as duas estrofes que catapultaram o quinteto de Curitiba do anonimato à superexposição em 21 dias.

Gravado em plano-sequência, o clipe de Oração foi publicado despretensiosamente na Internet numa terça-feira, 17 de maio, pelo tecladista Vinicius Nisi. Repassada de forma viral pelas redes sociais, a música já conta quase 5 milhões de visualizações e transformou a Banda Mais Bonita da Cidade na banda mais falada do cenário musical.

O hype venceu até a chuva e o frio de 13º que castigaram São Paulo na noite de terça-feira 7. Cerca de 500 pessoas fizeram fila até o fim do quarteirão do StudioSP. Instalada em um galpão na altura do número 591 da Rua Augusta desde 2008, a casa costuma receber artistas já conhecidos da cena indie, como Cérebro Eletrônico, Vanguart, CSS, Mombojó, Tiê e Tulipa Ruiz.

O show d' A Banda fez parte do projeto Cedo & Sentado, geralmente gratuito. Disponibilizados desde o dia 30 de maio, os ingressos foram trocados por um agasalho em bom estado, que será doado para a campanha do Fundo Social de Solidariedade do estado. O último ingresso foi adquirido sete horas antes do show.

Apesar da lotação, parte do público que lotou o estabelecimento neste terça-feira não era habitueé da região, o que dava para ver pela idade e pelo vestuário, mais casual - bem diferente do estilo moderninho que costuma circular pela área. Renata Leão, de 33 anos, nunca tinha ido ao Studio SP. Casada e com duas filhas pequenas, ela conheceu A Banda Mais Bonita da Cidade quando uma amiga postou o clipe de Oração em seu perfil no Facebook. A mesma história é repetida por Gabriel Ivan, que ficou curioso para ver a banda ao vivo. De cachecol e óculos, Davi Martins, 29 anos, admite que conheceu a banda "ao mesmo tempo que todo mundo". Todos confessaram estar lá mesmo por Oração.

Uma conterrânea da atração principal, Nani Barbosa, 29 anos, descreveu como "uma alegria" o fato d' A Banda estar fazendo tando barulho. "A gente se sente fora do chão", comemorou ela, que também milita na mesma cena musical do quinteto. A alegria não era compartilhada por Gabriela Pires, 28 anos, que não estava lá para ver A Banda Mais Bonita da Cidade. Gabriela saiu de casa para assistir ao show da mineira Fusile, marcada para o mesmo dia, e que acabou ofuscado pela apresentação da banda mais famosa da noite. "É péssimo. Nem sei se vou conseguir ingresso", reclamou.

O show

Diante dos flashs e dos onipresentes celulares, a vocalista Uyara Torrente subiu ao palco de vestido curto e melissa amarela por volta das 22h50. Depois da primeira música, declarou: "Nós somos A Banda Mais Bonita da Cidade" e foi ovacionada.

Apesar da afinação e do apoio de um grupinho fiel que cantava na beira do palco, a primeira metade do show  foi marcada pela apatia do público diante do setlist, que ficou até meio chocado com as primeiras músicas apresentadas - pesadas e bem diferentes do clima alegrinho de Oração.

A comunhão com os fãs só veio a partir das músicas Nunca e Boa Pessoa, esta última gravada na mesma leva de Oração. O compositor do hit,  Leo Fressato, juntou-se à banda no final do show,  dançou e conversou com o público: "Vocês arrasam muito!".

Como não poderia deixar de ser, A Banda Mais Bonita da Cidade deixou para os minutos finais seu maior sucesso, a música que despertou tantos amores e tantos ódios desde que foi foi descoberta na rede - com direito a 79 paródias publicadas no YouTube até o fechamento deste post, como montagens de vídeos de Hitler e da Turma do Chaves e clipes amadores sobre "o busão mais bonito da cidade", "a kitnet mais apertada da cidade", "a banda mais repetitiva da cidade", "a banda mais bonita da universidade" e "a redação mais bonita da cidade" - esta última, gravada por jornalistas de Minas, já virou inclusive uma espécie de hit do hit, com 102.524 exibilições até a tarde desta terça-feira.

Quando os versos "Meu amor  essa é a última oração / Pra salvar seu coração / Coração não é tão simples quanto pensa / Nele cabe o que não cabe na despensa / Cabe o meu amor / Cabem três vidas inteiras / Cabe uma penteadeira / Cabe nós dois" foram cantados, o público finalmente se levantou, jogou as mãos para cima e dançou debaixo do confete jogado pela vocalista, que declarou não querer estar "em nenhum outro lugar do mundo".

No fumódromo do segundo andar, a espremeção era intensa. "Esse é o fumódromo mais cheio da cidade", gracejou um. Mariana Vieira, 24 anos, confessou não ter gostado da apresentação. "Eu entendo a pressão, mas não segurou o show", declarou. Já  Renata Lourenço, 23 anos, classificava o show como "fantástico". "Gostei de tudo, estou apaixonada pelo Leo. Virei com certeza no dia 16".

A Banda tem shows marcados em São Paulo para o dia 16/06, em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro. O grupo formado por Uyara Torrente, Vinicius Nisi, Rodrigo Lemos (guitarra), Diego Plaça (baixo) e Luís Boursheidt (bateria) pretende continuar à margem da grande indústria fonográfica: o primeiro CD será financiado pelos fãs.

Por meio do site Catarse, é possível fazer doações e escolher qual música entrará no álbum. Com R$ 4.161 arrecadados, Oração é a única canção já paga.