Você está aqui: Página Inicial / Blogs do Além / Blog do Saussure

Blogs do Além

Blogs do Além

Blog do Saussure

por Vitor Knijnik — publicado 06/06/2012 11h01, última modificação 06/06/2012 11h06
O interesse do linguista pelo internês surgiu pela observação da maneira como seu amigo se despedia nos emails

Meu interesse pelo internetês surgiu pela observação da maneira como um amigo despedia-se nos e-mails: abs, Fulano de tal. No início imaginei tratar-se de uma piada cifrada.  O brincalhão, na minha suposição, usava a referencia de um conhecido sistema de freios para avisar que sua missiva parava por ali. Logo depois entendi que tratava-se da forma internética da palavra abraço. Esse é o problema do semiologista. Nunca pensamos no significado mais evidente. Temos essa mania de especular.

É o que eu chamo de encher linguística.

Esse simples episódio despertou minha curiosidade pela língua praticada nos chats, sms e e-mails. Recolhi farto material e pus-me a estudar, como um filólogo do presente,

a fim de estar apto a decifrar diálogos como esse:

 

-Blz?

-Blz

-Qq to aki

-Tb

-Vqv

-Tks

-Bjs

-Bjs

-Sdss

- :-)

 

Pessoas com mais de 154 anos como eu, têm sérias dificuldades com essa contrações

e abreviaturas. Por isso, peço licença aos mais jovens, fluentes no idioma, para traduzir aqui esse pequeno recorte de uma troca de sms(s).

 

- Está tudo beleza com você?

- Sim, está tudo beleza comigo.

- Qualquer urgência ou problema, estou disponível. Não hesite em chamar-me.

- Eu também estou disponível, caso você necessite de algo.

- Vamos que vamos, nesse ritmo e com otimismo.

- Muito obrigado em inglês.

- Beijos

- Beijos

-Tenho saudades de você.

- Essa declaração me faz sorrir.

Os guardiões da norma culta torcem o nariz para essas transformações.

Outros acreditam que esses modernos hieróglifos caminham a passos largos para a consagração do uso, botando fim a uma longa ditadura da palavra. E logo, logo serão candidatos à norma formal. De minha parte, tenho uma opinião bem definida.

Eu penso que \o/.

Leia o post completo em Blogs do Além.