Você está aqui: Página Inicial / Blogs do Além / Blog do Jânio Quadros: Todo Carnaval tem seu fim

Blogs do Além

Blogs do Além

Blog do Jânio Quadros: Todo Carnaval tem seu fim

por Vitor Knijnik — publicado 22/02/2013 10h40, última modificação 22/02/2013 10h40
Imagina Bento XVI ao lado da imortal Ilze Scamparini narrando o conclave como a apuração dos desfiles do Rio?

Comecei a escrever este texto disposto a explicar as terríveis forças ocultas que vez por outra aparecem no dia a dia dos brasileiros. Levantaram-se contra Getúlio, levando o presidente ao suicídio; contra mim, levando a minha renúncia; e, na Quarta-feira de Cinzas, contra a Beija-Flor, impedindo o 72º título da escola de samba.

Acontece que o Papa roubou a cena nos últimos dias. A Ivete-toureira e os defensores dos animais tentaram criar uma polêmica: falharam. O Dr Rey, na RedeTV, com sua caneta pilot, mulheres seminuas e o apoio luxuoso de João Kleber foram mais longe: chegaram bem perto de perder a concessão, mas não conseguiram (por muito pouco, diga-se) superar a renúncia papal. Aliás, ao tomar tal decisão no meio do Carnaval, Bento XVI se afirmou como uma figura ímpar, uma espécie de Jânio Quadros alemão. Sem a cara de salamandra, a vassoura e o excesso de álcool, claro.

E já que estamos falando de renúncia, achei que era apropriado vir aqui dar meu apoio ao Cardeal Ratzinger (como chamá-lo afinal?) e dividir com ele meu know-how. Se puder dar um conselho, diria pra aloprar nesses dias que restam de papado. Pra abrir os trabalhos, comeria um sanduíche de rosbife da Subway, na Basílica de São Pedro, durante a Quaresma. Depois, sugiro a condecoração do Edir Macedo com alguma medalhinha da Igreja. Se o Papa continua pop, sanduíche de mortadela e Che Guevara são muito anos 1960.

No mais, desejo sorte ao futuro ex-Papa. Imagina Bento XVI ao lado da imortal Ilze Scamparini narrando o conclave como a apuração dos desfiles do Rio? “Cardeal Scola, 10, nota 10; Cardeal Hummes, 9,3; Cardeal Dolan, 9,8”. Fantástico! Só ficaria exposto a algum padre corredor maluco que tentasse pular a grade de proteção para rasgar as notas ou quem sabe o ataque aéreo de um padre baloeiro voador. Nada que não estejamos habituados.