Você está aqui: Página Inicial / Blogs / SPeriferia / Sem entregar obra prometida, governo expulsa moradores de ocupação em SP

Política

Zona sul

Sem entregar obra prometida, governo expulsa moradores de ocupação em SP

por Joseh Silva — publicado 05/06/2014 15h24, última modificação 05/06/2014 15h25
Construção de conjunto habitacional com 280 unidades no Jardim São Luís é esperada há três anos. Até agora, a CDHU só instalou uma placa
josehsilva
_MG_4510.jpg

Carcaça de ônibus incendiado em protesto há seis dias permanece no local

Na quinta-feira 29 os moradores de uma recente ocupação que fica no Jardim São Luís, na zona sul de São Paulo, acordaram com o efetivo da Policia Militar, Força Tática, Bombeiros, ambulância e alguns caminhões no local, que estavam ali para cumprir uma ordem de despejo da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). A estimativa era de que 1.200 pessoas ocupavam o terreno.

Isso porque no local está previsto, há mais de três anos, o início da construção de um conjunto habitacional com 280 unidades. Tudo foi marcado para começar no dia 01/04/2011. O prazo de término da obra era de 24 meses, o que significa que a obra deveria ter sido entregue no ano passado. Até agora, no entanto, a CDHU só instalou a placa no local e nem começou a executar o projeto orçado em mais de 13 milhões de reais.

Segundo a moradora Marisa Barreto, a desocupação estava marcada para 5 de junho e foi antecipada sem que os moradores fosse avisados. Houve confronto. A polícia atirou bomba de efeito moral e gás lacrimogêneo. Não houve feridos.

Os moradores passaram a manhã e tarde carregando móveis para os caminhões e casas de parentes. Somente uma assistente social compareceu ao terreno, porém não pode atender a demanda dos moradores.

Um grupo de pessoas cogitaram caminharem até o Centro Empresarial, que fica na avenida Maria Coelho de Aguiar, na tentativa de serem ouvidos e mostrarem o que estava acontecendo, mas chegaram a conclusão que não daria resultado. Na mesma noite, um ônibus foi incendiado na Rua José Barros Magaldi, um grupo abordou o motorista, pediu para os passageiros descer e atearam fogo. A linha era a 5318 – Praça da Sé / Chácara Santana. O veículo biarticulado pertence à frota da Viação Campo Belo. Seis dias depois do ocorrido, a carcaça do ônibus permanece no lugar.

Assista ao vídeo que mostra como foi o processo de desocupação:

Desocupação Jardim São Luís from Dicampana on Vimeo.