Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Blog do Orlando Margarido / Vocês ainda não viram nada

Sem categoria

Vocês ainda não viram nada

por Orlando Margarido — publicado 21/04/2012 02h05, última modificação 21/04/2012 02h05

Tomo emprestado o título do novo filme do veterano Alain Resnais, traduzido bien sûr, para apontar o cardápio saborosíssimo que já sabemos de Cannes, Na Estrada (On the Road) de Walter Salles como entrada. Se por acaso não sabem, segue a lista abaixo. Mas ainda faltam as paralelas, que costumam trazer ótimas surpresas. A Quinzena dos Realizadores, tão independente, uma espécie de dissidência e espírito mais livre da Palmarés, como chamam a competição oficial de Cannes, e também a Semana da Crítica. Ambas costumam acolher bem os jovens, ou nem tanto, realizadores brasileiros. No início da semana já devemos ter a lista. Mas evidente que todos os olhares estarão sobre os concorrentes a Palma de Ouro. O que sempre me surpreende em Cannes é a força e a disposição para jogar com o time de vencedores, de quem já se espera o melhor desempenho em campo, mas também com o risco, o novo. Bem verdade que muitas vezes o próprio festival já cacifou anteriormente esses novos nomes, mas não há garantia de continuidade nem para quem já demonstrou talento, como o russo Sergei Loznitsa, de Minha Felicidade, e que apresenta agora In The Fog. Da mesma forma, o romeno Christian Mungiu, que levou a Palma de Ouro em 2007 por 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias, e tenta o bicampeonato com Beyond the Hills. Sem ser um novato, Jacques Audiard deveu a Cannes há três anos a grande repercussão de seu filme O Profeta, e se não abocanhou o principal prêmio, levou o Grande Prêmio do Júri. Volta agora com De Rouille et D’Os. Estará em excelente companhia, um páreo duro que inclui o também francês e um tanto sumido Leos Carax, David Cronenberg, Michael Haneke, Abbas Kiarostami, Ken Loach, Carlos Reygadas e, claro, Salles com sua adaptação de Jack Kerouac, e Resnais. Se a aparência de um belo banquete cinematográfico se confirmará, vocês podem acompanhar a partir do dia 16 de maio neste blog.
Em tempo: o nosso mestre Nelson Pereira dos Santos também integra a seleção de Cannes em sessão especial com seu belo documentário sobre Tom Jobim.
Competição
“Moonrise Kingdom”, de Wes Anderson (filme de abertura)
“De Rouille et D’Os”, de Jacques Audiard
“Holy Motors”, de Leos Carax
“Cosmopolis”, de David Cronenberg
“The Paperboy”, de Lee Daniels
“Killing Them Softly”, de Andrew Dominik
“Reality”, de Matteo Garrone
“Love”, de Michael Haneke
“Lawless”, de John Hillcoat
“In Another Country”, de Sangsoo Hong
Taste of Money”, de Sangsoo Im
“Like Someone in Love”, de Abba Kiarostami
“The Angel’s Share”, de Ken Loach
“In the Fog”, de Sergei Loznitsa
“Beyond the Hills”, de Christian Mungiu
After the Battle”, de Yoursry Nasrallah
“Mud”, de Jeff Nichols
“Vous n’avez Encore Rien Vu”, de Alain Resnais
“Post Tenebras Lux”, de Carlos Reygadas
Na Estrada”, de Walter Salles
“Paradise: Love”, de Ulrich Seidl
“The Hunt”, de Thomas Vinterberg
Un Certain Regard
“7 Days in Havana”, Benicio del Toro, Pablo Trapero, Julio Medem, Elia Suleiman, Juan Carlos Tabio, Gaspar Noe, Laurent Cantet
“11.25 The
“7 Days in Havana”, Benicio del Toro, Pablo Trapero, Julio Medem, Elia Suleiman, Juan Carlos Tabio, Gaspar Noe, Laurent Cantet
“11.25 The Day He Chose His Own Fate”, Koji Wakamatsu

“Antiviral”, Brandon Cronenberg
“Beasts of the Southern Wild”, Benh Zeitlin
“Confession of a Child of the Century”, Sylvie Verheyde
“Despues de Lúcia”, Michel Franco
“La Pirogue”, Moussa Toure
“La Playa”, Juan Andres Arango
“Laurence Anyways”, Xavier Dolan
“Le grand soir”, Benoit Delepine, Gustave Kervern
“Les Chevaux de Dieu”, Nabil Ayouch
“Loving Without Reason”, Joachim Lafosse
“Miss Lovely”, Ashim Ahluwalia
“Mystery”, Lou Ye
“Student”, Darezhan Omirbayev
“Trois mondes”, Catherine Corsini
“White Elephant”, Pablo Trapero
Exibições especiais
“A musica segundo Tom Jobim”, Nelson Pereira Dos Santos
“The Central Park Five”, Ken Burns, Sarah Burns, David McMahon
“Der Mull im Garten Eden”, Fatih Akin«
“Journal de France”, Claudine Nougaret, Raymond Depardon
“Les Invisibles”, Sebastien Lifshitz
“Mekong Hotel”, Apichatpong Weerasethakul
“Roman Polanski: A Film Memoir”, Laurent Bouzereau
“Villegas”, Gonzalo Tobal

registrado em: