Cultura

Nos finalmentes da Mostra

Outros bons filmes

por — publicado 28/10/2013 17h04

 

Na reta final da Mostra, organizo minhas últimas dicas até quinta-feira, dia da premiação:

Ela Vai -- Um drama francês com levada bem-humorada sobre mulher mais velha que reencontra o desejo de viver e de fazer amor. Nada muito original não fosse a protagonista em questão interpretada por Catherine Deneuve, que torna tudo mais glamuroso e belo. Ela que está completando 70 anos parece integrar sua vida ao papel.

La Jaula de Oro -- O prêmio ao jovem, bem jovem, elenco deste drama na seleção Un Certain Regard/Um Certo Olhar do Festival de Cannes deste ano é merecido. Mas há mais no filme de estréia do espanhol Diego Quemada-Diez, que trabalhou como assistente de Fernando Meirelles em O Jardineiro Fiel, sobre quatro adolescentes guatemaltecos que atravessam a pé e de trem o México para atingir a fronteira americana e o sonho de fugir da miséria. Com eles segue um menino índio que será o contraponto e a idéia sintomática de intolerância dentro do próprio grupo.

Tom na Fazenda -- Nem para todos o cinema do canadense Xavier Dolan, e não é por que ele testa as identidades sexuais, e no limite, a tensão entre uma obra dirigida ao público gay e ao heterossexual. Mas o desafio parece ser justamente o de compor esta história além dessa dualidade banal para mostrar uma trama já habitual no universo, vá lá, hetero. O próprio Dolan intepreta Tom, o rapaz da grande cidade que vai visitar no campo a família do companheiro recém-morto. A mãe nada suspeita da orientação sexual do filho e se forma um jogo de faz de conta, enquanto surge um conflito tortuoso entre Tom e o irmão mais velho do namorado.

O Intrépido -- Gianni Amelio filma pouco e andava sumido com seus últimos projetos do circuito brasileiro. Já fez filmes de referência no engajamento político e social, como As Portas da Justiça e L'America. Mudou o mundo e seu cinema, mas só quem não quer enxergar não depreende deste Intrépido uma painel da injustiça e da crise, não só da Itália, mas sobretudo nela. O ótimo Antonio Albanese é este homem de fibra que suporta todo tipo de subemprego para se sustentar e muito mais ao filho, um músico em início de carreira. Seu trabalho é substituir todo tipo de profissional que precisa de algumas horas ou dias de folga, do operário da construção civil ao motorista de ônibus. Nem tudo, ou quase nada, dá certo, mas ele segue. Assim como a boa mira de Amelio aos temas de seu tempo.

O Lobo Atrás da Porta -- O cinema de gênero nacional começa a lançar bons adeptos, e este é mais um exemplo. A partir de crime famoso no Rio de Janeiro, A Fera da Penha, Fernando Coimbra elabora um suspense de ficção mais interessado no triângulo amoroso que resultou no desaparecimento de uma criança, filha do casal interpretado por Milhem Cortaz e Fabiula Nascimento. A amante do primeiro, papel de Leandra Leal, precipitará a tragédia que Nelson Rodrigues ficaria feliz em incluir nas suas cenas cariocas, e de quem o diretor tira proveito no clima.