Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Direto de São Paulo / Lava Jato prende um dos donos da Engevix

Política

Operação Lava Jato

Lava Jato prende um dos donos da Engevix

por Henrique Beirangê publicado 21/09/2015 10h46
José Antunes Sobrinho é acusado de pagar propina em contratos com a Eletronuclear
Reprodução
José Antunes Sobrinho

José Antunes Sobrinho durante audiência no Senado: mais um empreiteiro preso

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira a 19ª fase da Operação Lava Jato. Batizada de "Nessum Dorma", nome de famosa ária da ópera Turandot, de Giacomo Puccini, que significa "ninguém dorme", trinta e cinco policiais cumprem 11 mandados, entre eles, sete de busca e apreensão, dois de condução coercitiva, um de prisão temporária e um de prisão preventiva. A operação é realizada nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Florianópolis.

Um dos presos é José Antunes Sobrinho, um dos donos da construtora Engevix. O executivo é suspeito de ter pago propina em contratos que somam 140 milhões de reais da empreiteira com a Eletronuclear. O dinheiro teria sido destinado a uma das empresas de Othon Luiz Pinheiro, almirante aposentado e ex-presidente da estatal. 

O almirante foi denunciado pelo Ministério Público Federal por suspeitas de ter recebido pelo menos 4,5 milhões de reais em propinas em contratos fraudados. 

A operação desta segunda decorre do avanço das investigações nas fases 15, 16 e 17. As apurações apontam para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos e políticos no exterior, em decorrência de contratos celebrados na diretoria Internacional da Petrobras.

Foi verificado que uma das empresas sediadas no Brasil recebeu cerca de 20 milhões de reais, entre 2007 e 2013, de empreiteiras já alvos na operação sob a acusação de pagamento de propinas para obtenção de favorecimento em contratos com a estatal.