Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Serra será candidato ao Senado, decide PSDB

Política

Eleições 2014

Serra será candidato ao Senado, decide PSDB

por Redação — publicado 01/07/2014 09h49
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, firmou na madrugada desta terça-feira 1º o acordo. José Aníbal será o suplente
Reprodução / PSDB

Duas vezes candidato a presidente da República, José Serra será o candidato do PSDB ao Senado por São Paulo. A decisão, e a confirmação de José Aníbal como primeiro suplente, foi anunciada pelo partido na madrugada desta terça-feira 1º. A notícia surgiu na conta oficial do PSDB-SP no Twitter e foi confirmada pelo deputado federal tucano Silvio Torres (SP) e pelo presidente da Juventude do PSDB de São Paulo, Paulo Mathias, na mesma rede social.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a decisão demorou mais de seis horas para ser tomada em uma reunião da cúpula do partido. Serra chegou a anunciar que seria candidato a deputado federal depois que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ofereceu a vaga de senador em sua chapa a um candidato do PSD, do ex-prefeito Gilberto Kassab. A intenção de Alckmin era estabelecer uma aliança com o partido para a sua campanha à reeleição.

A atitude encontrou oposição dentro do PSDB, em especial por parte do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do atual candidato tucano à presidência, o senador Aécio Neves (MG), que defendiam o nome de Serra para a disputa pelo Senado.

Com o novo acordo, Serra garantiu o apoio de 14 dos 15 partidos que compõem a base do PSDB em São Paulo. O único partido a ficar de fora é o PTB, que lançará candidatura própria com Marlene Machado. Serra e José Aníbal são conhecidos desafetos.