Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Ibope: Apesar de perder eleitores, Dilma seria reeleita no primeiro turno

Política

Pesquisa eleitoral

Ibope: Apesar de perder eleitores, Dilma seria reeleita no primeiro turno

por Redação — publicado 17/04/2014 18h37, última modificação 18/08/2014 15h41
No cenário em que enfrenta o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador Eduardo Campos (PSB), a intenção de voto da presidenta caiu de 43% de março para 39%
Roberto Stuckert Filho/Presidência da República

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira 17 mostra que a presidenta Dilma Rousseff (PT) perdeu eleitores. De acordo com a consulta, divulgada pelo portal do jornal O Estado de S. Paulo, as intenções de voto caíram em todos os cenários.

No cenário em que enfrenta o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), a intenção de voto da presidenta caiu de 43% que apresentava em março para 39% agora, em abril. Já no cenário que inclui pré-candidatos dos pequenos partidos, Dilma foi de 40% de intenções de voto em março para 37% em abril.

Já o senador Aécio Neves (PSDB) oscilou de 13% para 14%, enquanto Eduardo Campos (PSB) se mantém com 6%, e o pastor Everaldo (PSC) foi de 3% para 2%. A soma dos demais pré-candidatos que era de 1% em março, agora dá 3%.

Ainda assim, se a eleição fosse hoje, a presidenta seria reeleita no primeiro turno, pois seus 37% de intenção de voto superam a soma de todos os seus adversários (25%). Além disso, as taxas de eleitores que pretendem votar em branco ou anular (24%) ou que não sabem dizer em quem votarão (13%) seguem altas.

No cenário em que enfrentaria Dilma e Campos, Aécio foi de 15% para 16%. Já Campos passou de 7% em março para 8% em abril. A taxa de branco e nulo foi de 25% para 26%.

Quando Eduardo Campos é trocado por Marina Silva como candidata do PSB, a intenção de voto em Dilma também cai. No cenário com os nanicos, a petista foi de 40% para 37%, Marina passou de 9% para 10% (enquanto Campos tem 6%), Aécio foi de 13% a 14%, o pastor Everaldo permaneceu com 2%.

Segundo turno. Quando o assunto é segundo turno, a presidenta continua ganhando de todos os adversários: Dilma venceria Aécio por 43% a 22%; Marina por 41% a 25%; e Campos por 44% a 17%.

A pesquisa foi feita com base em 2.002 entrevistas, realizadas entre 10 e 14 de abril, em 140 municípios de todas as regiões do País. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.