Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Carta nas Eleições / Após morte de Campos, campanhas, entrevistas e pesquisas são suspensas

Política

Eleições 2014

Após morte de Campos, campanhas, entrevistas e pesquisas são suspensas

por Redação — publicado 13/08/2014 19h03, última modificação 14/08/2014 17h42
Globo adiou entrevistas com Dilma Rousseff e Pastor Everaldo; Band adiou todos debates para os governos estaduais
Divulgação
Eduardo Campos - horário eleitoral

Eduardo Campos durante gravação do horário eleitoral no domingo 10

A morte de Eduardo Campos, candidato do PSB à Presidência da República, em um acidente de avião nesta quarta-feira 13, em Santos (SP), paralisou o período eleitoral. Logo após a confirmação da tragédia, as campanhas ao Planalto da presidenta Dilma Rousseff (PT) e do senador Aécio Neves (PSDB) anunciaram a suspensão de suas atividades.

Outros eventos eleitorais também estão suspensos. Depois de entrevistar Aécio na segunda-feira e Eduardo Campos na terça, a Rede Globo anunciou o adiamento das entrevistas com Dilma e o Pastor Everaldo (PSC), que ocorreriam nesta quarta-feira 14 e na quinta-feira 15, respectivamente, no Jornal Nacional.

As pesquisas do Datafolha e do Ibope, que seriam realizadas na próxima semana, também foram adiadas, de acordo com o jornal Valor Econômico. Os institutos devem esperar a definição do PSB sobre a substituição de Campos na chapa presidencial. O partido tem dez dias para comunicar a decisão à Justiça Eleitoral.

A TV Band, que faria nesta quinta-feira 15 diversos debates para governos estaduais, adiou todos eles.