Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Blog do Antonio Luiz / Occupy Nigeria 1 x 0 FMI

Sem categoria

Occupy Nigeria 1 x 0 FMI

por Antonio Luiz M. C. Costa publicado 16/01/2012 17h34, última modificação 16/01/2012 17h48

Após duas semanas das manifestações "Occupy Nigeria" cuja repressão violenta deixou 16 mortos, acompanhada a partir da segunda semana (desde 9 de janeiro) de uma greve geral, o governo nigeriano de Goodluck Jonathan, cedeu e voltou atrás quanto à retirada dos subsídios aos combustíveis em consideração (só agora?) "às duras condições sob as quais sofrem os nigerianos". Essa medida tinha sido decidida por pressão do FMI quando da visita da diretora-geral Christine Lagarde em dezembro e estava em vigor desde 1º de janeiro.

Os sindicatos, em troca, concordaram em pôr fim à greve. O movimento Occupy Nigeria, porém, tem  ambições mais amplas de reforma do Estado nigeriano e diz que a decisão do movimento sindical foi uma "quebra de confiança".

O preço do litro da gasolina no posto, que tinha subido de 41 centavos de dólar (R$ 0,73) para 87 centavos (R$ 1,55) ou mais, deve voltar a cair para cerca de 47 centavos (R$ 0,84). Pode parecer trivial, mas faz uma enorme diferença em um país onde a maioria da população é extremamente pobre, os preços dos combustíveis têm impacto imediato nos transportes e nos alimentos e as casas e comércios usam geradores para compensar a precariedade da distribuição de energia elétrica.

registrado em: